A hepatite C e o hiperestrinismo na reposição hormonal das mulheres na menopausa

Muitos problemas de saúde podem ser descobertos na cadeira do dentista. É certo que a cavidade bucal sinaliza diversas alterações e muitas em diversas fases da vida e referindo diversos problemas.
É assim com a sífilis, a gonorréia, efeitos colaterais de diversos medicamentos, e dentre eles, hormônios sintéticos.
O estrogênio é utilizado sinteticamente em diversas fases da vida da mulher: como contraceptivo, como tratamento de eleição para útero policístico e como reposição hormonal no período da menopausa, entre outros.
O hiperestrinismo é conseqüência do excesso deste estrogênio, e geralmente acontece quando há baixa na função hepática, a qual pode ter diversas etiologias, inclusive hepatites.
Na boca é observada uma mobilidade dental, pois este hormônio pode estimular colônias bacterianas e respostas orgânicas responsáveis pelo problema periodontal. Este fenômeno não é observado unilateralmente, um conjunto de sinais e sintomas exacerbam, inclusive, intenso mau estar físico.
É muito importante que a paciente faça exames que irão rastrear possíveis doenças no fígado, antes de utilizar estes hormônios, pois as conseqüências na cavidade bucal são devastadoras.
Manter exames periódicos e visitas freqüentes ao dentista, é a melhor forma de prevenir alterações graves na saúde. Cuide-se.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s