Erosão ácida e a dentição da sociedade moderna.

Em agosto de 2005, durante o Simpósio Internacional Anual da FDI, realizado em Montreal, viu-se palestrantes renomados de todos os lugares do planeta, evidenciando uma tendência mundial: a prevalência da erosão ácida, também conhecida como perimólise.
O problema, de acordo com as pesquisas recentes, surgiu junto com a sociedade contemporânea devido às modificações alimentares, aquisição de hábitos deletérios e alguns problemas de saúde que ajudam a perpetuá-lo.
O principal fator, bastante comum nos alimentos industrializados, líquidos ou não, seria a utilização de conservantes ácidos, bombardeando incessantemente a dentição no seqüestro de minerais, que devido à excessos, não seriam repostos de forma natural, principalmente devido ao tempo entre a ingestão destes alimentos.
Apesar de parecer estático, o meio bucal apresenta uma dinâmica microscópica na perda e no ganho de minerais, e quando há o desequilíbrio estas substâncias não voltam para a superfície dura do dente, provocando um desgaste progressivo.
Além dos alimentos, outros fatores podem contribuir para o aparecimento da erosão ácida. Entre eles podemos citar o bruxismo, a escovação exagerada, a regurgitação, a bulemia, o fumo e a doença do refluxo gastro-esofágico.
O diagnóstico no início do processo é de primordial importância, e a orientação adequada ao paciente evita que o processo se agrave.

Fique atento aos sinais que aparecem nos dentes –
Brilho e Textura: brilho diferencial e desaparecimento de estruturas anatômicas denotam perda mineral.
Cor: dentes tornam-se amarelados à medida que o esmalte é desgastado, sobressaindo o tom da dentina subjacente.
Translucidez: bordos incisais mais finos, aumentando a translucidez da borda do dente.
Estrutura: podem ocorrer traços de fratura nos bordos quebradiços.
Forma: restaurações podem aparentar desgaste intenso e rebaixamento das bordas.

Para evitar que os danos se instalem, observe:

Reduzir ou eliminar o consumo de bebidas carbonadas ( bebidas gaseificadas).
Não reter alimentos ácidos na boca.
Mastigar após a refeição goma de mascar sem açúcar durante poucos minutos.
Aguardar pelo menos 1 hora para escovar os dentes.

A erosão ácida se relacionada também com outros fatores como acidez titulável, cálcio, fosfato e fluoreto, e a hipersensibilidade pode estar presente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s