A Saúde Bucal e sua importância para a boa saúde geral do Idoso.

Longevidade e mais qualidade de vida. Inserida nesta frase existe um contexto explícito que todos almejam – chegar à terceira idade lúcido e saudável.
E para tanto, algumas situações são exigências para quem quer chegar à melhor fase da vida e desfrutá-la de forma salutar, e a primeira delas é ter uma dieta focada em nutrição equilibrada, a qual depende da qualidade do alimento que se ingere e a forma que ele chega ao estômago, sendo que a digestão de grande parte dos alimentos se inicia na boca, onde o alimento deve ser efetivamente triturado. Quando ele chega ao estômago mal mastigado, dificulta a digestão e o metabolismo dos nutrientes, expondo o indivíduo à uma situação de ônus orgânico que pode desencadear processos de desnutrição, que pode ser o gatilho para o aparecimento de várias doenças oportunistas.
Falta de dentes, problemas periodontais, próteses desadaptadas, xerostomia (salivação escassa ou nula), são alguns quadros comuns para pacientes idosos, e longe de ser milagrosos, os implantes são apenas uma das formas possíveis para reabilitação, sendo que a presença de infecção em ambiente bucal pode agravar problemas sistêmicos como diabetes, cardiopatias, problemas renais , reumatológicos entre outros.
Implementar terapias de acompanhamento e definir estratégias preventivas, é propiciar àqueles pacientes que esperam mais que sossêgo na cadeira de balanço, uma terceira idade disposta ao convívio social com direito ao sorriso pleno de saúde.